Como escolher histórias e livros para crianças.

Os livros são essenciais na educação de qualquer pessoa e não há idade para que eles comecem a fazer parte do dia a dia das crianças. Hoje, é possível encontrar histórias e livros destinados para todas as idades, com variação de materiais usados e diversidade nas histórias a serem contadas.

Para os bebês, há os livros de material emborrachado e atóxico. Esses podem ser levados à boca, podem ser molhados e não há o perigo de a criança rasgar. É importante que eles possam tocar os livros, passar as páginas e fazer a própria interpretação. A história contada é sempre através de gravuras de tamanho maior e fácil assimilação por parte da criança.
Com o crescimento da criança, muda também o tipo de livro, o tamanho da história e o material. Os livros podem ir tornando-se maiores e com histórias mais estruturadas. Se a criança ainda não é alfabetizada é importante que os pais não só contem a história, mas que ela também possua um momento para explorar o objeto e imaginar suas próprias histórias.
Há também no mercado os livros sensoriais, com texturas ou até mesmo mecanismos que possibilitam à criança ouvir música, identificar diferenças e facilitar o entendimento da história – principalmente para aqueles que ainda não forem alfabetizados.
É bom lembrar que, no início, a criança pode tratar o livro apenas como um brinquedo, mas é o exemplo dos pais que vai mostrar-lhe as maravilhas da leitura.
A escola também possui sua importância nesse processo. Caso a escola do seu filho não tenha nenhum programa de incentivo à leitura, procure conversar com a direção da escola e, quem sabe, ofereça-se para ajudar a implantar algo nesse sentido. No futuro vocês colherão os frutos desse hábito tão mágico e saudável: o da leitura.